quarta-feira, 21 de setembro de 2011

XIII Campanha Nacional de Doação de Órgãos e Tecidos em Indaiatuba

Cartum “Alegria de doar” – autor: Casso – Belém - PA

No próximo dia 27 de setembro, Dia Nacional do Doador de Órgãos, a GABRIEL – Grupo de Atuação Brasileiro para Realização de Transplantes Infantis e Estudos do Tubo Neural inicia a XIII Campanha Nacional de Doação de Órgãos e Tecidos e IV Campanha Municipal de Incentivo ao Cadastramento de Doadores de Medula Óssea.

O tema escolhido para a campanha deste ano é o esclarecimento sobre o significado do termo “morte encefálica”, quesito imprescindível para a doação de órgãos.

A escolha do tema não foi feita por acaso. No ano de 2010 a GABRIEL realizou uma pesquisa em parceria com a FATEC-ID sobre Doação de Órgãos e observou que este tema era uma das principais dúvidas dos cerca de 3.200 entrevistados.

O assunto foi então discutido durante as reuniões da Comissão Intersetorial de Doação de Órgãos e Tecidos de Indaiatuba do Conselho Municipal de Saúde do qual a GABRIEL faz parte, que considerou importante a abordagem do tema, a fim de esclarecer a população.
O material de divulgação preparado pela GABRIEL pretende ajudar a população a compreender melhor o significado do termo “Morte Encefálica”.

A abertura do evento acontecerá no dia 27 de setembro a partir das 19h no Plenário da Câmara Municipal de Indaiatuba com apresentação da campanha pela presidente da GABRIEL, Maria Inês Toledo de Azevedo Carvalho. A seguir haverá apresentação do coral da SECULT, Palestra “Doar é bom, prevenir é melhor” ministrada pelo médico nefrologista Dr. Carlos Eduardo Machado e cerimônia de homenagem às famílias de doadores. No dia 1º de outubro será realizada a “Caminhada pela Vida” a partir das 16h com saída do Estacionamento do Parque Ecológico. Haverá ainda aferição de pressão arterial, teste de glicemia, confecção do cartão do doador e distribuição de material informativo sobre o assunto.

Além da Secretaria de Saúde de Indaiatuba, a Campanha deste ano tem o apoio das empresas parceiras como Novartis, Unimed-Campinas, Exsa Incorporadora, HAOC Saúde, Clínica Thompson, Faculdade Max Planck e Supermercados Paguemenos. A FATEC-ID também apoia a campanha através do “Trote Solidário Daí Bixo!” Para Doação de Órgãos e Tecidos.

quarta-feira, 18 de maio de 2011

FATEC-ID recebe comunidade Indaiatubana para cadastramento de doadores de medula óssea


A campanha de cadastramento de doadores de medula óssea realizada no último sábado dia 14/05 no campus da FATEC-ID cadastrou 131 novos doadores junto ao REDOME – Registro de Doadores de Medula do Ministério da Saúde.

A ação foi o resultado do 2º Trote Solidário DAÍ BIXO! realizado pela FATEC-ID em parceria com a GABRIEL e o Hemocentro da UNICAMP que receberam alunos e membros da comunidade que compreenderam a importância desse gesto de solidariedade que pode salvar vidas. Segundo a Profª. Silma Pompeu os calouros se envolveram e realizaram um pré-cadastro junto aos demais alunos da faculdade e membros da comunidade.

Hoje no país existem cerca de 2 milhões e 300 mil pessoas cadastradas no REDOME, mas a dificuldade de se encontrar um doador compatível aos milhares de pacientes que necessitam de transplante de medula ainda é grande. As chances de compatibilidade entre doadores e receptores não aparentados são de 1 para 100 mil podendo chegar a 1 em 1 milhão. Portanto, essas 131 pessoas que se deslocaram até a FATEC no último sábado podem representar a diferença entre a vida e a morte de alguém.

Campanhas como estas, são autorizadas pelo Ministério da Saúde somente a cada 2 anos. Porém, segundo a presidente da GABRIEL, Maria Inês Toledo de Azevedo Carvalho, há a possibilidade de se estabelecer uma parceria com o Hemocentro da Unicamp para realizá-la anualmente, por serem campanhas de menor porte, onde são cadastradas no máximo 200 pessoas.

Os resultados na campanha de sábado foram consideradas muito positivas pelo Hemocentro da UNICAMP, pois refletem o nível de conscientização da população que compareceu espontaneamente para se cadastrar. Segundo Valdir de Carvalho, diretor da GABRIEL campanhas como estas buscam qualidade de doadores e não a quantidade.

Trabalharam na campanha, funcionários do Hemocentro da UNICAMP, técnicos da Secretaria de Saúde, voluntários da GABRIEL e alunos da FATEC. O BOS - Banco de Olhos de Sorocaba também esteve presente e confeccionou mais 54 cartões de doadores para Indaiatuba.
A campanha contou com importantes parceiros como: HAOC Saúde, Hospital Santa Ignês, Tabelião Mesquita e Colégio Meta. Os voluntários que trabalharam no evento receberam café e almoço fornecidos pelos Supermercados Cato e Supermercado Pague-Menos, Padaria Suíça e Padaria Gianini,.

Mais informações de como se cadastrar, consulte o site www.gabriel.org.br ou www.inca.gov.br


Fotos: Valdir de Carvalho

terça-feira, 5 de abril de 2011

Mostra do Salão de Humor da GABRIEL no HC da UNICAMP

Em sua terceira edição a Mostra do 1º Salão Nacional de Humor sobre Doação de Órgãos no Hospital de Clínicas da UNICAMP está sendo um sucesso. A parceria da GABRIEL com o SPOT - Serviço de Procura de Órgãos e Tecidos da UNICAMP e com o apoio da Fundação Pró-Memória de Indaiatuba, vem atraindo grande público e já proporcionou convites para levar a Mostra para outras cidades. São Paulo e Sorocaba devem sediar as próximas mostras.

O evento foi aberto no dia 16 de março, no hall da Capela do Hospital de Clínicas, 3º andar, com a presença do Prof. Dr. Manoel Barros Bértolo, Superintendente do HC, Prof. Dr. Helder José Lessa Zambelli, coordenador do SPOT Unicamp e Pe. Norberto Tortorelo Bonfim da Capelania do HC além dos diretores da GABRIEL, Maria Inês Toledo de Azevedo Carvalho e Valdir de Carvalho.

Não há como precisar a quantidade de pessoas que já visitaram a mostra, mas levando-se em conta que cerca de 10 mil pessoas circulam pelo Hospital por dia, a expectativa é de que esta seja a maior visitação ocorrida para a exposição.

A 3ª Mostra ficará até 16 de maio nas dependências do HC da UNICAMP e apresentará cerca de 200 obras entre as categorias Cartum, Charge, Caricatura e História em Quadrinhos que serão trocadas a cada 30 dias e distribuídas entre os 8 expositores disponíveis no espaço. As obras fazem parte do acervo da GABRIEL e podem ser vistas no site www.gabriel.org.br

O 1º Salão Nacional de Humor sobre Doação de Órgãos é uma iniciativa da GABRIEL que aconteceu no ano de 2008 com exposição no período de 15 de agosto de 2008 a 15 de janeiro de 2009 no Museu do Casarão Cultural do Pau Preto em Indaiatuba. Mais duas mostras aconteceram sendo uma na cidade do Recife - PE em outubro de 2009 e outra em setembro de 2010 na cidade de São Carlos – SP.

A mostra da UNICAMP tem como patrocinador a Novartis Biociências e apoio do Supermercado Paguemenos, EXSA Incorporações e Participações Ltda, HAOC Saúde, Hospital Santa Ignês e Laboratório de Análises Clínicas Dra. Edna Jaguaribe.





fotos: Valdir de Carvalho

quarta-feira, 9 de março de 2011

3ª Mostra do 1º Salão Nacional de Humor sobre Doação de Órgãos



A GABRIEL em parceria com o SPOT - Serviço de Procura de Órgãos e Tecidos da UNICAMP e com o apoio da Fundação Pró-Memória de Indaiatuba estará realizando a 3ª Mostra do 1º Salão Nacional de Humor sobre Doação de Órgãos nas dependências do Hospital de Clínicas da UNICAMP.


O evento será aberto oficialmente no dia 16 de março, às 10 horas, no hall da Capela do Hospital de Clínicas, 3º andar, com a presença do Prof. Dr. Manoel Barros Bértolo, Superintendente do HC, Prof. Dr. Helder José Lessa Zambelli, coordenador do SPOT Unicamp, Pe. Norberto Tortorelo Bonfim e Pr. João Silvio Rocha da Capelania do HC e os diretores da GABRIEL, Maria Inês Toledo de Azevedo Carvalho e Valdir de Carvalho.

A presidente da GABRIEL, Maria Inês, lembrou que o convite partiu do Dr. Helder Zambellli em meados de julho do ano de 2010 e desde lá a GABRIEL e SPOT Unicamp tem se empenhado para que a mesma pudesse ser concretizada. Um dos problemas encontrados foi a falta de expositores para a instalação das obras escolhidas. Maria Inês contou que foi nesse momento que entraram em contato com o Sr. Marcelo Cerdan, Superintende da Fundação Pró-memória de Indaiatuba, que prontamente aceitou a parceria cedendo 8 expositores.

A mostra acontecerá de 16 de março a 16 de maio e apresentará cerca de 64 obras escolhidas entre as categorias Cartum, Charge, Caricatura e História em Quadrinhos que serão trocadas a cada 30 dias, por outras obras, com o intuito de expor quase que a totalidade dos 200 trabalhos que fazem parte do acervo da GABRIEL e que estão disponíveis no site http://www.gabriel.org.br/exposicao.html

O 1º Salão Nacional de Humor sobre Doação de Órgãos é uma iniciativa da GABRIEL que aconteceu no ano de 2008 com exposição no período de 15 de agosto de 2008 a 15 de janeiro de 2009 no Museu do Casarão Cultural do Pau Preto em Indaiatuba.

Mais duas mostras aconteceram sendo uma na cidade do Recife - PE em outubro de 2009 e outra em setembro de 2010 na cidade de São Carlos – SP.


A mostra da UNICAMP tem como patrocinador a Novartis Biociências e apoio do Supermercado PagueMenos, EXSA Incorporações e Participações, HAOC Saúde, Hospital Santa Ignês e Laboratório de Análises Clínicas Dra. Edna Jaguaribe.




quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

HC da Unicamp atinge o marco de 5000 transplantes


A GABRIEL esteve presente no HC UNICAMP, onde foi comemorada a marca dos 5000 transplantes de órgão e tecidos.


Primeiro transplante foi de rim e aconteceu com sucesso em 1984, na Santa Casa

O Hospital de Clínicas da Unicamp atingiu no final do ano passado, a marca de 5000 transplantes de órgãos e tecidos realizados desde 1984. O transplante número 5000 foi de rins, realizado no paciente Alvino de Freitas Marques, 57, residente em Jundiaí, que sofria de uma doença genética com caráter progressivo denominada, doença renal policística (DRP), também conhecida como síndrome renal policística. Até o final de 2010, os transplantes de córnea lideram com 1736 procedimentos realizados, seguidos dos transplantes de rim/pâncreas (1734), de medula óssea (988), de fígado (512) e de coração (22). Dos dez tipos de órgãos e tecidos que podem ser transplantados, o HC da Unicamp não realiza os de intestino, valva cardíaca, ossos e o de pulmões, esse último em fase final de adequação.
Os médicos da Unicamp foram responsáveis pelo primeiro transplante de rim no Interior de São Paulo, realizado na Santa Casa de Misericórdia de Campinas, um ano antes da transferência dos serviços para as atuais instalações do hospital. Hoje, o HC da Unicamp está entre os hospitais que mais realizam esses procedimentos no país, é um dos 10 no estado de São Paulo e o que mais realiza procedimentos no interior, com destaque para rins e fígado. O HC junto com outros nove hospitais universitários no estado integra o Serviço de Procura de Órgãos e Tecidos (SPOT) do Estado.
Nestes 27 anos, as equipes de transplantes do HC da Unicamp desenvolveram grande experiência em transplantes de rins, pâncreas, fígado, córnea, medula óssea e coração, todos de alta complexidade em crianças, adultos e idosos. Os transplantes duplos de rim-pâncreas começaram há cinco anos. “Mais do que uma comemoração, o evento tem a intenção de chamar a atenção da sociedade sobre a importância da doação de órgãos. É uma oportunidade de devolver às pessoas o direito à vida, um momento de um recomeço”, afirma o superintendente do HC, professor Manuel Barros Bértolo.
Como em todo o complexo de saúde da Unicamp, o HC além de prestar assistência à saúde, tem por finalidade o ensino médico e a pesquisa. Desde o início das atividades no hospital, os profissionais do HC atuaram no desenvolvimento de inúmeras técnicas de cirurgia e pesquisas para novas drogas imunossupressoras cada vez mais específicas para determinado transplante. “Este marco, além de reconhecer a dedicação e empenho dos profissionais, serve como incentivo para que outros hospitais e equipes médicas se envolvam cada vez mais com a cultura da doação de órgãos e transplantes, ajudando a salvar vidas”, enfatizou o diretor da Faculdade de Ciências Médicas, Mário Saad.
De acordo com o neurocirurgião Helder Zambelli do SPOT, os hospitais públicos são os que mais recebem pacientes graves, principalmente vítimas de acidentes. Entretanto, diz, é fundamental que qualquer unidade de saúde, pública ou particular, notifique imediatamente casos de morte encefálica, contribuindo para o aumento do número de transplantes. São Paulo é responsável por aproximadamente 45% de todos os transplantes realizados no país.
Entre os órgãos que podem ser doados, o coração e o pulmão são os que possuem o menor tempo de preservação extra-corpórea: de 4 a 6 horas. Fígado e pâncreas vêm em seguida com tempo máximo para transplante de 12 a 24 horas e os rins podem levar até 48 horas para serem transplantados. Já as córneas podem permanecer em boas condições por até sete dias e os ossos até cinco anos.

Prêmio Destaque em Doação de Órgãos - Desde a criação pela Secretaria de Estado da Saúde do Prêmio Destaque em Doação de Órgãos, em 2008, o HC da Unicamp sempre esteve entre os primeiros no interior do Estado. Na primeira edição, o HC da Unicamp se sobressaiu como uma das unidades recordistas em números de transplantes de órgãos - categoria rim, ficando com a terceira colocação no geral e a primeira no interior. O professor Gentil Alves Filho representou o hospital e todas as equipes multidisciplinares.
Na terceira edição do prêmio, em 2010, entre os transplantadores de fígado o Hospital de Clínicas da Unicamp ficou com o destaque no interior, com 48 transplantes. O HC também conquistou, mais uma vez, o destaque no interior com 85 transplantes de rim. Já entre as Organizações de Procura de Órgãos no interior, o HC da Unicamp, liderou com a captação de 74 doadores.
O prêmio Destaque em Doação de Órgãos "Oscar do setor", foi uma iniciativa da Secretaria de Estado da Saúde e tem como objetivo incentivar o trabalho dos profissionais de saúde para ampliar o número de doadores e cirurgias nos próximos anos. Além disso, as homenagens visam reconhecer hospitais, equipes médicas e Organizações de Procura de Órgãos que obtiveram melhor desempenho na viabilização de transplantes de órgãos e tecidos.

SPOT - O processo de captação de órgãos se inicia no instante em que o SPOT é notificado do diagnóstico de morte encefálica em determinado paciente. Com isso, a equipe se mobiliza para o contato com a família e cuidado com o doador. Efetivada a autorização, são realizados os exames para constatação do doador viável e o hospital comunica a central de transplantes, localizada em Ribeirão Preto, e o corpo clínico (urologia, oftalmologia, gastrocirurgia, cardíaco) que deverá ser acionado para realização do transplante.
Nem sempre os órgãos de um mesmo paciente são designados para ao mesmo Serviço de Procura de Órgãos e Tecidos. Há casos, por exemplo, em que o SPOT Unicamp fica responsável pelo rim e fígado, enquanto que a SPOT Ribeirão Preto, pela córnea. Tal distribuição é estabelecida de acordo com a lista única do interior do Estado centralizada no HC da USP Ribeirão Preto.

Fonte: Assessoria de Imprensa HC/Unicamp - Caius Lucilius


Fotos: Valdir de Carvalho

sexta-feira, 11 de fevereiro de 2011

Pela segunda vez a GABRIEL participa do Trote Solidário dos calouros da FATEC-ID

Com o intuito de marcar o ingresso de novos alunos no ensino superior na FATEC Indaiatuba, a GABRIEL contribuiu mais uma vez para a aplicação do trote solidário intitulado “Daí Bixo!”. A recepção dos alunos aconteceu nos dias 07 e 08 de fevereiro através de palestras ministradas pelos Diretores da Associação, Maria Inês e Valdir de Carvalho, com o intuito de conscientizá-los a respeito da importância da doação de órgãos como um gesto de solidariedade que salva vidas.

Após a apresentação das palestras os alunos foram convidados a manifestar seu desejo de se tornarem doadores de órgãos e tecidos através da confecção do Cartão do Doador confeccionados pelo Grupo BOS – Banco de Olhos de Sorocaba.

Segundo a Profa. Silma Carneiro Pompeu, Coordenadora de Eventos, o desafio proposto aos alunos é disseminar as informações recebidas através de agendamento de novas palestras na comunidade bem como ampliar a confecção do Cartão do Doador entre as pessoas de sua relação.

A abertura das palestras dirigidas aos calouros foi feita pela Profª Ivanete Pires de Almeida, Coordenadora do Curso de Gestão Empresarial da FATEC.

Finalizando a abertura do trote os diretores da GABRIEL foram convidados a participar da Aula Magna ministrada na Câmara Municipal de Indaiatuba no dia 09 de fevereiro que recebeu como palestrante o Sr. Rogério Junqueira Machado gerente de exportação da GM do Brasil.


Veja as fotos abaixo:



Fotos: Valdir de Carvalho